Infidelidade rola solta em Guarulhos durante período pré-eleitoral

0
9

Sem o mínimo de pudor, pré-candidatos a vereador de diversas siglas da
cidade de Guarulhos apoiam chapas majoritárias de partidos adversários. O
eleitor guarulhense fica sem entender como isso é possível, uma vez que a
prática é vedada pela Justiça.

O que vemos é uma completa salada mista. Como exemplo
podemos citar um conhecido “petista de coração”, antigo vendedor de churros,
o qual está anunciando sua pré-candidatura a vereador pelo PSB. Na maior cara
de pau, o pré-candidato, que deveria estar apoiando o prefeirurável de seu
partido, Waldomiro Ramos, pinta e borda em grupos de whatsapp e nas redes
sociais, enaltecendo o trabalho do candidato do PT, Alencar Santana e porque
não também do ex-petista, Elói Pietá, que agora está no Solidariedade.

Claramente se vê o jogo de interesses pessoais nesta atitude ilegal perante o
TSE. Traduzindo em poucas palavras, o pré-candidato da esquerda ignora a
legislação eleitoral deixando de lado Ramos para apoiar Alencar ou Elói. Pra
ele tanto faz quem vença, desde que seja um dos dois, já que foi obrigado a se
filiar no PSB, por falta de espaço no PT. Na verdade, o que realmente lhe interessa é ter
um amigo no poder para desenrolar suas demandas.

O pior de tudo é que dá a impressão de que o próprio PSB faz vistas grossas e
finge que nada vê. Tal atitude gera dúvidas na cabeça do eleitor, pois ninguém
sabe dizer se a pré-candidatura de Waldomiro Ramos é realmente pra valer ou se
tudo não passa de teatro? Infelizmente essa infidelidade partidária não ocorre
só na cidade de Guarulhos. A ação é vista em quase todos os municípios do
Brasil em praticamente todos os partidos.

Questionado, o comando do PSB em Guarulhos reafirma a pré-candidatura de
Waldomiro Ramos a prefeito e garante que vai verificar a denúncia. Com o
referido crime eleitoral em andamento, comprovada em grupos de whatsapp, não está descartada a possibilidade da sigla recusar por infidelidade partidária a liberação da legenda ao referido pré-candidato a vereador que abusa da sorte e ignora as regras partidárias. –