#EspalhaFatos: Chama o VAR!

0
101

Não gostou!

O vereador Marcelo Seminaldo (PT) ficou uma fera ao ler a manchete da Folha Metropolitana na última quinta-feira (15), que apontava sua candidatura a presidente da Câmara como “marionete”, por ter sido lançada por Martello, que queria a reeleição, mas teve suas intenções barradas pelo Judiciário. O petista achincalhou não só o Diretor de Redação, mas também detonou e menosprezou o próprio periódico, que neste ano completou 51 anos de existência.

Miopia ou dissimulação política?

Apesar das ameaças de processos na Justiça, Seminaldo acabou desdenhando também, por tabela, da inteligência da população guarulhense. Em situações normais, o PT jamais faria algum acordo, justamente com Martello, que sempre disse ser um vereador da base do governo. Só fizeram a dobrada de chapa, porque a derrota já estava “consumada”, contra um candidato ligado ao governo! Pelo menos foi o que disse em seu programa de TV, o blogueiro que lhe entrevistou na noite anterior à eleição.

O peixe morre pela boca

Na oportunidade, Marcelo Seminaldo afirmou que essa era a sua sexta participação numa eleição da Mesa Diretora da Câmara e que de todas, somente uma para presidente foi realmente pra valer: “Eu tinha chances de vencer em 2018 quando disputei com o Professor Jesus. Só perdi porque o próprio prefeito petista na época, Sebastião Almeida, pediu para a sua base votar no atual vice-prefeito”, declarou.

Fogo amigo

Questionado por qual motivo Almeida havia feito isso, Seminaldo respondeu que dentro do PT ele era ligado ao grupo do Professor Moacir e que o ex-prefeito tinha ligações com o deputado Alencar: “se eu fosse eleito presidente da Câmara para o biênio 2019-2020, nosso grupo ficaria muito forte para indicar um nome para a disputa das próximas eleições municipais”. Por isso Almeida lhe puxou o tapete, contou.

Chama o VAR

Quem tem dúvidas que Seminaldo confessou isso durante um programa de TV, basta procurar na internet e todos conhecerão os fatos. Tanto que o próprio apresentador, ao final do programa disparou: “Eu sei que não vai adiantar nada, mas mesmo assim, boa sorte”, encerrando a transmissão com uma gargalhada, já que a dupla Seminaldo/Martello sempre foi um blefe para massagear o ego do atual presidente que ficou fora da disputa, conforme todos diziam nos bastidores. Fazer de conta na política é fácil, difícil é assumir a verdade! –